sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Um dia para não esquecer!

Hoje dei a minha primeira administração intra-cardíaca... uma eutanásia :(

Eu tinha muito medo da minha primeira intra-cardíaca... tal como a maior parte de nós tem medo de fazer qq coisa nova/desconhecida pela primeira vez, com a sobreposição que é outra vida que está em nossas mãos... não quero que o bichinho sofra por minha causa! Medo de errar e magoar o animal...

Mas hoje o dia estava complicadÍSSIMO!

No meio da nossa 3ª cirurgia do dia a luz falha por toda a cidade! E agora? "Zhyph, vai buscar o otoscópio!" Ahn? La vou buscar o otoscópio e sou promovida a candelabro para o resto da cirurgia (LOL!). Claro que cada vez q ia ver a respiração e o nível anestésico da gata e me viro para aumentar ou diminuir a anestesia, consequentemente a luzinha tb sai do sítio... "Zhyph! A LUZ!!!!" Upss!

Entretanto, ainda do lado de fora, algumas "centenas" de clientes a espera de serem atendidos! E a Dra. M. sozinha a atender os clientes... bloqueada a tentar colocar um gatinho bravo a soro endovenoso às escuras!

LOL! Juro que o dia seria hilariante se não estivessemos tão estressadas! ... Agora eu rio! hahahahaha

De manhã fiz com a minha orientadora  uma cirurgia a um gatinho, este tinha um tumor enorme na gengiva da maxila. O tumor já estava ulcerado e durante a cirurgia observamos que este já tinha "comido" não só o osso maxilar direito como já se tinha infiltrado para a narina e havia passagem directa da cavidade nasal para a cavidade oral! Isto é, por mais raspagem que fizéssemos, infelizmente aqui em Portugal ainda não existe a radioterapia para os nossos animais :( e este tumor iria recidivar rapidamente e as opções para o animal não seriam as melhores a curto prazo... deixar de comer ou deixar de respirar!

A dona optou então, embora só no final do dia, por eutanasiar o animal... era, muito sinceramente, o melhor para o bichinho (na minha opinião), embora eu tenha ficado bastante triste... pois tinha estado a brincar imenso com o Manchinha e ele era super meiguinho, ronronava tão alto que dava gosto! Porque estas coisas acontecem com animaizinhos tão bons???

Quando a dona se decidiu por eutanasiar o animal a Dra C. estava na cirurgia e a Dra M. a dar consultas, e a Dra C, assim que não precisou mais da luz, pediu-me para eutanasiar o Manchinha... que senti como um peso no estômago... tinha-me afeiçoado bastante a ele. E a Dra C. acrescenta, como se fosse uma coisa perfeitamente corriqueira para mim "Intra-cardíaca!"... nisso a Zhyph toda treme! "Mas eu nunca fiz uma intracardíaca!" "Então está na altura de perderes a "virgindade"" diz a Dra C (cruelmente, devo acrescentar) a sorrir para mim!

Anestesio o Manchinha (com muitas festinhas e ronrons pelo meio) e espero que ele adormeça... a Dra C continua na cirurgia e a Dra M. na sala de consulta... sozinha!??? Ok... ele está a dormir, portanto magoa-lo pelo menos não vou! E começo a sentir uma ansiedade e excitação por fazer a minha primeira administração intra-cardíaca! Em seguida começo a sentir-me culpada por estar ansiosa por fazer uma eutanásia a um gatinho!

Vá já viste isso a ser feito diversas vezes! E como dizem no Greys Anatomy: "See once, do once, teach once!"

Viro-o de barriguinha para cima e palpo-o por cima das costelas para sentir o coração. Exactamente no local da pontinha do dedo onde o senti com mais força (apesar de muito fraquito!), puncturo a caixa toráccica até sentir que estou no local certo... mas ainda incrédula faço o refluxo a espera de bolinhas de ar... sangue? SANGUE!!!! UHHHUUUUU! Estou no coração! E injecto o anestésico! Ainda a meio, volto a fazer o refluxo discrente! Ainda sangue!


(só arranjei mesmo a imagem de ratinho :p)

No final de tudo... mais uma fez sinto-me mal comigo mesma por me ter entusiasmado tanto com a eutanásia e sinto imensa pena de um gatinho tão bonzinho ter de morrer!

Vim para casa ao fim de mais um longo dia... mas trago o Manchinha no coração e ao mesmo tempo uma enorme excitação por ter feito a minha primeira intra-cardíaca! Obrigado por esta possibilidade Manchinha... vai em paz e seja feliz no jardim dos gatos!

2 comentários:

Anónimo disse...

Infelizmente a eutanásia também faz parte dos nossos deveres enquanto Médicos Veterinários. Ao principio custa mas quando nos apercebemos que temos na ponta de uma agulha a possibilidade de acabar com o sofrimento concluimos que a eutanásia é uma benção.
Quanto á nossa cirurgia à luz do otoscópio...agora acho a situação caricata mas na altura...sem deixar transparecer eu só pensava...se se vai embora a bateria do otóscópio alguém vai queimar os dedinhos de princesa num isqueiro, e esse alguém não seria eu ;). Safaste-te de boa.
Quem é amiga quem é ??

Bijinho

Dra C

Zhyph disse...

HAHAHAHAHA Muito bom! Aí eu seria promovida novamente de candeeiro à vela! hahahahaha

É verdade, a eutanasia custa muito para nós fazermos, principalmente quando nos apegamos ao bichinho ou quando tentamos fazer de tudo para salva-los e vemos que afinal não tem qualquer solução e eles estão a sofrer... Eu ia escrever sobre a eutanasia, mas já tinha tanto para escrever sobre este dia que adiei o post sobre eutanasia. Mas assim que puder sairá um post sobre este tema.